Revista ConstruChemical - Edição 33

Revista ConstruChemical - Edição 33

REVISTA CONSTRU CHEMICAL 6 CONSTRUTORA EM FOCO No ano passado, a Katz Construções demonstrou que tradição e ousadia podem caminhar juntas. Com 40 anos de mercado, experiência e atuação no setor da constru- ção, a empresa mineira se mostra cada vez mais dinâmica e moderna. Exemplo disso foi a decisão tomada no fim de dezembro de 2017 pela construtora, ao comunicar que aceitaria bitcoin como forma de pagamento na compra de qualquer empreendimento da sua carteira, que é atual- mente de 50 milhões de reais em imóveis. “O mercado atual é dinâmico, exige ousadia, adapta- ções e quem não acompanha as mudanças não evolui, não se mantém vivo às novas realidades. Por isso nossa busca constante é por inovação e tecnologia”, destaca o presiden- te da construtora, Daniel Katz. Sobre o bitcoin, ele reforça que aceitar a moeda é uma oportunidade de ampliar as modalidades de pagamento da construtora e ainda de acompanhar o que é tendên- cia. “É uma transação como qualquer outra e quando bem conduzida é favorável para todas as partes. Tenho certeza que as moedas virtuais chegaram para ficar, que elas são o futuro e por isso fazem parte dos nossos negócios hoje”, enfatiza. Para 2018, Daniel sinaliza que a construtora continuará nesse ritmo. “Faz parte da nossa filosofia inovar, buscar diferenciais para complementar nossos projetos, para pos- sibilitar que nossos clientes vivenciem cada um de nossos empreendimentos”, diz ele. Entre as experiências proporcionadas pela Katz está por exemplo, o uso de um óculos de realidade virtual, que permite que os interessados em um imóvel, por exemplo, se “transporte” para dentro dos ambientes e sinta-se no decorado, visualizando cada espaço. KATZ CONSTRUÇÕES INVESTE EM TECNOLOGIA E EM EXPERIÊNCIAS PARA QUE OS CLIENTES “VIVAM” SEUS EMPREENDIMENTOS A construtora também organiza passeios para possíveis compradores que pretendem adquirir lotes nos condomí- nios de luxo que serão erguidos no sul da Bahia, a partir desse ano. “A ideia é que eles vivam tudo o que a região pode oferecer, que eles conheçam o terreno e os espaços do imóvel, mas principalmente que eles experimentem o lugar”, explica Daniel. MAIS TECNOLOGIA Outra novidade adotada pela construtora foi o uso de uma impressora 3D, para a produção de maquetes de seus empreendimentos. O objetivo é permitir que o cliente te- nha em suas mãos uma versão reduzida e detalhada do imóvel que pretende adquirir. Além disso, a Katz ainda oferece o acesso ao aplicati- vo Connect, que pode ser disponibilizado para qualquer imóvel construído pela empresa. Os proprietários dos apartamentos do Beverly Hills, localizado no Vila da Ser- ra, por exemplo, podem, por meio do app fazer reserva de lavanderia (com recolhimento e devolução das roupas), aluguel de espaços comuns, como salão de festas, espaço fitness, ofurô e lounge, e cadastramento de acesso de pes- soas, animais, veículos e serviços. No portfólio atual da empresa estão: o ‘Beverly Hills’, imóvel residencial de luxo localizado no bairro Vila da Serra (Nova Lima), o ‘Premier Business Center’, centro co- mercial em Lagoa Santa, o ‘Belmonte Bahia Beach Village’, condomínio de alto padrão no sul da Bahia e o Alameda do Araripe Haras Residence, condomínio de alto luxo lo- calizado entre a Vila de Santo André e a Praia de Guaiú, na Costa do Descobrimento, também no sul da Bahia, que será lançado este ano. Alameda do Araripe Haras Residence, condomínio de alto luxo, localizado no sul da Bahia Movida pela inovação

RkJQdWJsaXNoZXIy MTY1MzM=